10 Dicas Para Utilizar O Instagram De modo Profissional

27 Nov 2018 05:24
Tags

Back to list of posts

TheSocialNetwork-Poster02.jpg

<h1>Crie Lembretes No Google Now Com Busca Do Google</h1>

<p>A gigante de bens de consumo Unilever decidiu se insurgir contra &quot;influencers&quot; - ou influenciadores digitais - que falsificam tua import&acirc;ncia nas m&iacute;dias sociais para obter dinheiro promovendo produtos. Ser&aacute; o in&iacute;cio do encerramento da lua de mel entre corpora&ccedil;&otilde;es e &quot;campe&otilde;es de curtidas&quot; no Instagram? Todos j&aacute; ouvimos comentar de estrelas do Youtube, Facebook e Instagram que ganham uma riqueza promovendo marcas nas tuas p&aacute;ginas das m&iacute;dias sociais. 20 1000 por post.</p>

<p>Por&eacute;m parece que alguns deles est&atilde;o burlando o sistema pra ganhar dinheiro, comprando ex&eacute;rcitos de seguidores de organiza&ccedil;&otilde;es que fazem uso bots (rob&ocirc;s) autom&aacute;ticos pra gerar contas falsas e simular intera&ccedil;&otilde;es. O engajamento com outros usu&aacute;rios de redes sociais e a quantidade de seguidores s&atilde;o as principais m&eacute;tricas de avalia&ccedil;&atilde;o dos influencers.</p>

<p>A multinacional Unilever alegou que quer acompanhar &quot;mais transpar&ecirc;ncia&quot; na ind&uacute;stria de marketing dos influenciadores digitais. O temor &eacute; que, em consequ&ecirc;ncia a das trapa&ccedil;as para obter &quot;curtidas&quot;, os consumidores deixem de confiar nos donos desses perfis e nas marcas associadas a eles. O Instagram diz que bloqueia milh&otilde;es de contas falsas diariamente e trabalha &quot;duro&quot; para criar o relacionamento entre marcas e influenciadores digitais.</p>
<ul>

<li>Daniel Callegaro (conversa) 02h39min de 7 de julho de 2011 (UTC)</li>

<li>Como saber quantos visitantes tem o blogger</li>

<li>Registrados: 13,seis milh&otilde;es</li>

<li>vinte e cinco de junho de 2015 &agrave;s 20:00</li>

<li>248 - Mudan&ccedil;a do Tipo de Unidade</li>

<li>Crie a apar&ecirc;ncia de teu site</li>

<li>Compare&ccedil;a ao m&aacute;ximo de forma&ccedil;&otilde;es poss&iacute;veis - online e ao vivo</li>

</ul>

<p>Mas alguns dos verdadeiros influencers temem ser atingidos no fogo cruzado. Nova York Olivia Rink, 27, uma blogueira de moda e estilo de vida que neste instante foi l&iacute;der de torcida (cheerleader). Ser&aacute; que o boom de marketing a partir de &quot;influencers&quot; est&aacute; prestes a cessar? Rink j&aacute; trabalhou com mais de 600 marcas e diz que dedica quatro horas por dia &agrave; audi&ecirc;ncia do teu site. Mas a Unilever n&atilde;o &eacute; a &uacute;nica marca insatisfeita com os trajetos do mercado de influenciadores digitais- algumas redes de hot&eacute;is disseram &agrave; revista The Atlantic que n&atilde;o querem mais trabalhar com influencers. Eles destacam que recebem uma enxurrada de pedidos de hospedagem e despesas gratuitas, no entanto o retorno desses investimentos n&atilde;o &eacute; nada tang&iacute;vel.</p>

<p>Outros resorts passaram a implementar um recurso de an&aacute;lise e sele&ccedil;&atilde;o pra assegurar que os influenciadores de fato possuem engajamento real e org&acirc;nico com o p&uacute;blico, sem o uso de bots. Em outro sinal de desencanto, parece que ag&ecirc;ncias de marketing est&atilde;o dispensando os influencers de suas estrat&eacute;gias de a&ccedil;&atilde;o, segundo a ag&ecirc;ncia de marketing baseada no Reino Unido Zazzle Media.</p>

<p>A empresa, que tem dez 1 mil influencers na sua rela&ccedil;&atilde;o, se surpreendeu ao encontrar que nenhuma das organiza&ccedil;&otilde;es de marketing brit&acirc;nicas que responderam a um levantamento planejavam investir em influencers nos pr&oacute;ximos 12 meses. Simon Penson, fundador e diretor-executivo da Zazzle Media. Natascha Glock, 25, uma influencer de lindeza e estilo de vida que mora em Frankfurt, na Alemanha, diz que n&atilde;o &eacute; &quot;digno&quot; o emprego de bots. Ela tem mais de 51 mil seguidores - a maioria homens e mulheres entre 18 e 25 anos, pela Alemanha- e de imediato trabalhou com duzentos marcas, inclusive a Dove, que &eacute; da Unilever. O trabalho como influenciadora digital garante uma interessante remunera&ccedil;&atilde;o, diz a jovem. Mas ela precisou de dois anos pra dominar um p&uacute;blico enorme o suficiente pra trazer as marcas.</p>

<p>Toula Rose, uma blogueira de moda que mora em Londres diz que a &quot;a press&atilde;o por audi&ecirc;ncia&quot; faz com que alguns influenciadores recorram aos bots. Todas as tr&ecirc;s mulheres com quem esta reportagem dialogou declaram que o Instagram n&atilde;o se resume a imagens bonitas - leva horas para produzir e estilizar as fotos, planejar e formar assunto, engajar o p&uacute;blico e propor ideias &agrave;s marcas.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License